top of page
Buscar
  • Foto do escritorLara

REENCARNAÇÃO

Vivendo várias existências.


Reencarnação. Para alguns uma obviedade, para outros tabu e negação.

Vejamos.

Desde o antigo Egito se fala em reencarnação. Há uma inscrição datada de 3000 a.C. que diz: "A criança já viveu e a morte não é o fim."; o papiro de Anana, de 1320 a.C. diz: "O homem volta à vida várias vezes, disso se recorda em sonho ou por algum acontecimento relacionado a outra vida."

O Bhagavad Gita - A sublime canção da Grande Índia ensina: "Assim como a alma adquire um corpo de criança, um corpo de jovem e um corpo de velho durante sua vida, da mesmo forma, a alma adquire outro corpo após a morte. Isso é muito claro para os sábios."

Para o Taoismo a morte é um processo natural de transição entre o fim desta vida e uma nova etapa da existência, ou seja, após a morte existe uma alma que segue seu caminho, a alma renasce em uma nova condição.

O Dhammapada: O caminho do Darma (como nos ditou o Buda) diz: "Buscando o construtor desta casa, que é a vida, eu deverei vagar pelo longo percurso de muitas existências; enquanto eu não encontrá-lo, será este o meu destino. Ó, e como é doloroso renascer de novo, e de novo, e de novo…"

Jesus, o divino mestre, nos ensina: "Digo a verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo." (João 3.3). Allan Kardec, no Livro dos Espíritos, nos esclarece: "Deus a impõe (a encarnação) com o fim de levá-los à perfeição: para uns, é uma expiação, para outros, uma missão. Mas, para chegar a essa perfeição, eles (os espíritos) devem sofrer todas as vicissitudes da existência corpórea: nisto é que está a expiação. A encarnação tem ainda outra finalidade, que é a de pôr o espirito em condições de enfrentar a sua parte na obra da Criação. É para excutá-la que ele toma um aparelho em cada mundo, em harmonia com a matéria essencial do mesmo, a fim de nele cumprir, daquele ponto de vista, as ordens de Deus. E dessa maneira, concorrendo para a obra geral, também progredir."

Já vivemos muitas vezes, estamos com as pessoas certas para ajustarmos os nossos corações e resolvermos os nossos problemas. Na reencarnação ninguém erra de endereço.” - Chico Xavier

Como é possível ignorar a reencarnação? Somente ela pode explicar a natureza deste mundo. Como pode um homem nascer rico e abastado e outro na extrema pobreza? Como explicar que uma criança possa nascer doente, faltando um membro ou com retardo mental?

Como crer que existe somente uma oportunidade de viver e acertar? E aquele que erra não terá a possibilidade de se redimir? Que justiça será essa em que precisamos acertar em uma única tentativa ou vamos arder nos infernos eternamente? Como explicar tantas diferenças no mundo?

Quando paramos para raciocinar claramente, sem dogmas, sem preconceitos, vemos que não é racional pensar o mundo e a vida sem a possibilidade da reencarnação.

Deus não seria justo se nos desse somente uma oportunidade para acertar. Deus não seria o puro amor se não nos desse a oportunidade de errar e corrigir. Não há progresso e justiça sem que haja a reencarnação.

A reencarnação é a escada que nos leva, de existência em existência, ao reencontro com o Criador.



Outras vidas


Se olharmos pelo paradigma de uma única existência, não há possibilidade nenhuma de haver justiça. Somente entendendo que o que nos acontece nesta vida é repercussão de outras existências anteriores é que podemos compreender todas as dificuldades pelas quais passamos. A reencarnação é que permite nos reconciliamos com nossa consciência e corrigir nossos erros anteriores.

Portanto, é necessário nos instruirmos quanto a realidade e a verdade da vida. Jesus nos adverte que a cada um será dado segundo suas obras, então, ou escolhemos viver em harmonia e equilíbrio, ou na próxima existência colheremos os frutos de nossos desequilíbrios e desvarios.

Essa é a lei do carma, da harmonia universal.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CASAMENTO

Comments


bottom of page