top of page
Buscar
  • Foto do escritorLara

AUTOCUIDADO

Cuide de si mesmo.


Você já parou para pensar que o maior cuidado deve ser, primeiramente, com a gente mesmo?

Cuidar de nós é essencial para que tenhamos uma vida mais saudável e equilibrada.

Autocuidado vai muito além do paradigma alimentação "saudável" e culto ao "corpo". Abrange os aspectos físico, mental, emocional, espiritual e intelectual. E é uma decisão pessoal. Só você pode decidir se cuidar e como irá se cuidar. Mas, lembre-se, autocuidado é acima de tudo equilíbrio.


O autocuidado físico passa pelos cuidados básicos de higiene pessoal, alimentação equilibrada, prática regular de exercícios físicos. Experimente caminhar ao ar livre, fazer um dia de SPA em casa, dançar sozinho, brincar com seu animalzinho de estimação, tomar um banho relaxante, cozinhar uma boa refeição para você mesmo...


Autocuidado com a saúde mental e com a saúde emocional podem parecer a mesma coisa, mas não são. A saude mental trata do estado de equilíbrio psicológico e da inexistência de distúrbios (depressão, ansiedade) e a saúde emocional compreende o estado de espírito da pessoa (comportamento, sentimento). Apesar de serem diferentes, os aspectos mental e emocional estão diretamente relacionados, se um não vai bem certamente o outro será afetado. Ou seja, pessoas com problemas de saúde mental com certeza não lidam bem com seus sentimentos e emoções no cotidiano; e, pessoas com as emoções alteradas, em desequilíbrio, sem dar a devida atenção a essa situação, tem chance de apresentar algum declínio em sua saúde mental.

Levar a vida com mais otimismo, motivação, sem se deixar levar pela procrastinação e apatia; buscar ajuda e apoio nos momentos difíceis e de crise em que você percebe que não consegue resolver os problemas sozinho; aceitar suas emoções sem julgá-las; rir, sorrir, meditar; permitir-se chorar; evitar se isolar do mundo e da convivência com as pessoas... são exemplos de coisas que podemos fazer para manter nosso equilíbrio mental e emocional.


Autocuidado espiritual independe de religião. A espiritualidade pode se concentrar no cultivo de sentimentos de paz, amor, autoamor, propósito… e não apenas dentro de nós, mas também no universo ao nosso redor. Quando nós encontramos nosso próprio entendimento e prática de espiritualidade, obtemos uma nova perspectiva da vida, melhoramos nosso entendimento do sentido das coisas, cultivamos o desapego, compreendemos o real sentido de gratidão e doação. Meditar; fazer yoga; ter contato com a natureza; ser grato; entender quem realmente é você, quais são seus valores, seu sistema de crenças; fazer parte de algum projeto social… são muitas coisas que podemos fazer para nosso autocuidado espiritual.


"O aprendizado de gostar e cuidar de si próprio é um ato de profunda espiritualidade nas estradas do aprimoramento do espírito." - Wanderley Oliveira

E o autocuidado intelectual? Exercitar nossa mente, estimulando o pensamento crítico e a criatividade, expandir nosso cabedal de conhecimento. Nossa mente não tem limites! Nosso desejo de aprender é que determina nossa limitação intelectual.

Aprender novos idiomas; ler; conversar com as pessoas; ouvir pontos de vista diferentes; desenvolver novas habilidades como escrever, pintar, desenhar, tocar algum instrumento musical, artesanato; manter a mente ativa; ensinar...


Autocuidado é hábito. É diferente para cada um de nós. Significa parar, reconhecer nossas necessidades e fazer algo por nós mesmos. O autocuidado está ligado a autoestima e ao autoamor, pois, se não nos amamos, não podemos dar amor aos outros, e, se não somos capazes de cuidar de nós mesmos, muito pouco podemos fazer pelos outros.


Para refletir

Autoestima é uma emoção que brota do fundo de nossa alma e nos leva à sensível e rica relação de respeito e de amor próprio através do desejo, legítimo, de querermos nosso próprio bem.

Devemos nos perguntar então se conseguimos, com honestidade, desejar nosso bem pessoal. Parece óbvio, mas não é. Pense nisso!

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CASAMENTO

Comments


bottom of page