top of page
Buscar
  • Foto do escritorLara

CARMA

Colhendo o que plantamos.




Só é possível entendermos o que é "carma" se compreendermos a lei da palingenesia ou reencarnação. Ou seja, compreender que vivemos várias existências sucessivas, em diferentes corpos.

Ora, se vivemos várias existências, é lógico que o que fazemos em uma existência repercute nas seguintes. Esta ligação entre as várias vidas é regida pela lei do carma ou lei de ação e reação.

O carma é então a grande lei da harmonia universal, é a manifestação da justiça divina, da justiça cósmica. O carma é, portanto, ação retificadora para nosso reajuste quando nos desviamos das leis cósmicas.


“A ação do carma é sempre positiva, embora, às vezes, seja necessário recorrer aos mecanismos da dor e do sofrimento a fim de despertar o indivíduo para a retomada do equilíbrio.” - Robson Pinheiro pelo espírito Joseph Gleber

Aquilo que fazemos, de bom ou ruim, tem consequências. Se pensamos e agimos de maneira desequilibrada, se cometemos desrespeito, injustiças, traições, crimes, violência, agressividade, se interferimos na vida do outro de forma negativa... enfim, se fazemos coisas que não estão de acordo com as leis cósmicas, a lei do carma age. E, tenha certeza, quanto pior agimos, pior o carma.

Quando geramos dor e sofrimento, é preciso que nos reajustemos. Como toda ação leva a uma reação, como todo plantio leva a uma colheita, não é possível plantar urtiga e colher girassóis.


"Na visão cósmica que nos proporciona o espiritismo, ao nos esclarecer quanto às leis do carma e dos renascimentos, podemos apreciar que a dor, as dificuldades, o lar difícil, o patrão complicado ou o filho problema são recursos medicamentosos necessários àqueles que se encontram distantes dos ideais nobilitantes, os que ainda precisam das dificuldades diárias, como doses homeopáticas, para que não resvalem pelos precipícios das realizações inferiores. A cada caso é ministrado o remédio correspondente, e a lei que tudo governa jamais erra no remédio empregado, embora esse mesmo medicamento possa esse manifestar amargo ao paladar. É a reação referente ao nosso passado, que emerge de nossa intimidade, reclamando o reajuste." - Robson Pinheiro pelo espírito Joseph Gleber

E tem jeito de aliviar o carma?


Tem. Embora como nos ensina Jesus: "Eu garanto que você não sairá de lá enquanto nao pagar o último centavo." (Mateus, 5.26), se houver de nossa parte transformação íntima real, se mudarmos nosso comportamento verdadeiramente, se elevarmos nossa vibração, ou seja, se retomarmos o caminho do amor que é a única forma de nos reabilitarmos perante a nossa própria consciência, o andamento da ação cármica pode ser amenizado.

Portanto, a ação do carma depende exclusivamente de nós mesmos. Pensarmos, sentirmos, falarmos e agirmos no bem, no amor, na caridade, na tolerância e no respeito. É preciso urgentemente que nos melhoremos a cada dia, procurando entender como funcionam as leis de amor do Criador de todas as coisas.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CASAMENTO

Comments


bottom of page