top of page
Buscar
  • Foto do escritorLara

BOM COMBATE

A luta contra nossas imperfeições.


Paulo, quando estava preso, pressentindo a hora da sua partida para o mundo espiritual, escreveu a Timóteo. Uma das frases que ficou muito conhecida é: "Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé." - 2 Timóteo 4:7


Qual combate Paulo travou? Ele se referia a quê? O que será esse bom combate?


Quando voltamos à pátria espiritual depois da morte do corpo físico, nosso verdadeiro lar, estamos quase sempre na condição daquele filho pródigo da parábola, de retorno à casa paterna para a bênção do amor.


Há a emoção do reencontro com aqueles que amamos, a alegria da volta ao lar.


Mas há também um outro lado. Embora a alegria desses reencontros, o carinho daqueles que amamos, muitas vezes chegamos "do outro lado da vida" com o coração fustigado de remorso e dor pelos erros que cometemos e não reparamos, pelos enganos, pelos sofrimentos que causamos aos outros, pela omissão no bem que deixamos de praticar, pela falta de disciplina, pela falta de confiança no Pai.


Somos abraçados tanto pelo êxtase como pela dor, pela esperança e pelo arrependimento. Esperança porque nós acreditamos que o futuro pode ser muito melhor, e arrependimento porque nós sabemos a dor que nós causamos, nós sabemos quem nós ferimos. Diante das mãos luminosas que nos afagam e nos aconchegam, muitos de nós sentimos vergonha das mãos sombrias que oferecemos.


Nossos afetos, os corações mais próximos a nós que nos amam, estão lá, estendendo as mãos em nossa direção, com saudade por conta da separação momentânea, mas nos oferecendo amor, compreensão, carinho… e muitos de nós sentimos vergonha pelos atos cometidos, pelo bem que deixamos de fazer, pelos compromissos assumidos no mundo espiritual e que muitas vezes não cumprimos, pelo sofrimento que nós causamos aos outros, pela nossa invigilância, pela nossa teimosia em seguir caminhos que só trouxeram dor, amargura…


E porque a Lei nos infunde respeito à justiça, aspiramos a debitar a nós próprios o necessário burilamento e a suspirada felicidade. - Chico Xavier por Emmanuel

Esse é o ponto principal: nós, no íntimo de nosso ser, sabemos que quando erramos, quando ferimos, quando causamos dor, quando caímos em enganos, a Lei do Pai, que está inscrita em nossa consciência, faz com que nós mesmos queiramos a reparação dos erros, que queiramos que a justiça seja aplicada a nós mesmos. É a Lei de amor e justiça do Criador que nos inspira a nos melhorarmos, a buscar o nosso aperfeiçoamento pessoal, é essa Lei que nos diz, no fundo da nossa mente e do nosso coração, que o caminho que devemos percorrer é o amor, que o que nós devemos fazer em todas as oportunidades é servir ao próximo ajudando aqueles que necessitam de auxilio dentro da nossa capacidade. 


É preciso dar o melhor de nós mesmos.


Esse caminho é trilhado se seguirmos Jesus. Ele mesmos nos disse: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai a não ser por mim. É seguindo Jesus, seus ensinamentos de amor, de justiça, de misericórdia, que nós vamos evoluir.


Por isso pedimos a reencarnação, como forma de recomeço, buscando a tarefa que interrompemos e a afeição que traímos, o dever esquecido e o compromisso menosprezado. Nossa consciência clama pelo necessário reajuste.


É por misericórdia que o Pai nos permiti reencarnar, com o esquecimento dos nossos erros, algumas vezes escabrosos, e de nossas quedas, para podermos recomeçar a trajetória, corrigindo erros, consertando enganos, retomando os compromisso que assumimos e não cumprimos, aprendendo a amar, aprendendo a servir melhor, empreendendo a busca pelo conhecimento através do nosso próprio esforço, conquistando a nós mesmos através do autoconhecimento e da prática do bem.


Criar o hábito de agradecermos o lugar de prova em que nos situamos permite que percebamos que as dificuldades são oportunidades para a nossa própria renovação


Se nessa encarnação passamos por dificuldades, sejam elas quais forem: financeiras, saúde, relacionamentos difíceis, não importa, tudo o que nos acontece hoje é fruto do nosso passado, das escolhas que fizemos ontem, do plantio de sementes ruins. Se eu quero um amanhã melhor, mais sereno, mais feliz, eu preciso fazer escolhas melhores hoje, eu preciso plantar semente boas para que a minha colheita seja igualmente boa.


Passar pelas tribulações, sejam quais forem, com mais serenidade e equilíbrio, sem revolta, compreendendo que a adversidade é fruto do nosso passado delituoso, é fruto das escolhas que fizemos. Assim estaremos combatendo o bom combate.


Bom combate


A existência terrestre é o bom combate.


Nossos defeitos e imperfeições, os débito e a culpa são os nossos maiores inimigos.

A única vitória que nunca se altera é o aperfeiçoamento individual. O verdadeiro campo de luta somos nós mesmos.


As lutas que nós somos chamados a participar, que somos chamados a travar, requerem de nós sabedoria e equilíbrio, para que nós possamos perceber que a vitória nessas lutas é interior, é dentro de nós, é vencer a nós mesmos, é vencer nossas más inclinações, é superar nosso defeitos, é nos melhorarmos.


É assim que nós vamos ter a satisfação da conquista de nós mesmos. E quem conquista a si mesmo, vence o mundo.

18 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Jeferson Souza
Jeferson Souza
Sep 04, 2023

Excelente publicação, todos nós precisamos nos esforçar para combater o bom combate. :)

Like
bottom of page